tiny_little_box

uma caixinha de lembranças aberta em um blog de histórias: leia as curtas, os esquetes, de uma só vez ou o começo, o meio e o fim

NaBloPoMo Day 11 – Casa – Começo dezembro 11, 2009

Filed under: Começo,NaBloPoMo Dec 09 — Denize Guedes @ 8:41 pm
Tags: , , , , , ,

, upload feito originalmente por eros turannos.

Bella

Foi no dia em que cortei o cabelo. Eu com a cabeça deitada sobre seu peito, minha mão direita na sua, bem depois do elogio aos meus ex-cabelos compridos. “Gosto das suas unhas vermelhas também”, levando meus dedos à sua boca para enfatizar. Explodi fogos de artifício dentro de mim, você deve ter sentido de eu sorrir, a bochecha fazendo pressão contra o seu peito mais o barulhinho do riso. Cessados os fogos, prometi internamente continuar a usar vermelho nas mãos, mesmo a gente parando de se ver.

O cabelo era para marcar a mudança. Algo físico para mostrar o que ia por dentro. Afinal, não me faria bem olhar para mim todos os dias no espelho e ver a mesma cara aqui de São Paulo. Se era para mudar, que externizasse isso e achei que um corte de cabelo atendia ao propósito. Quanto às unhas, ah, comecei a pensar que dava para abrir uma exceção. Ainda mais agora. Eu estava apegada e elas seriam uma forma de me manter encaixada, lembrar de você, lembrar da gente juntos. Não existem coisas como almas gêmeas, tampas de panela, pés de sapato velho e metades de laranja – falei isso para você. Mas não deixava de ser reconfortante me ver em Los Angeles com cabelo novo e, vá lá, unhas vermelhas.

O voo era logo mais à tarde, então, não dava para ficar enrolando. Com um beijo e um abraço mais apertado que o habitual, rolei da cama e segui a direção do banheiro. Ainda estava acostumada com o comigo de antes e estranhei um pouco minha nova figura no espelho. Mas, tudo bem, eu passaria bastante tempo fora e acabaria me acostumando com a comigo de agora. Se é que isso faz algum sentido. Fiz tudo o que tinha de fazer e voltei ao quarto pronta para partir. Queria me concentrar nas coisas objetivas e me ocupei de sentar sobre a mala, tentar fechá-la, nada de botar a falta que ia sentir de você para fora. Nem sabia se você setiria a minha, nunca disse.

Parei quando vi você sentado na cama, passando os dedos pelo cabelo castanho, balançando um saquinho no ar com a outra mão. Parecia um presente.

CONTINUA

_________

Leia o MEIO 1 / MEIO 2 / MEIO 3 / FIM

 

3 Responses to “NaBloPoMo Day 11 – Casa – Começo”

  1. […] o COMEÇO / MEIO 1 / MEIO 2 / FIM   Comentários […]


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s