tiny_little_box

uma caixinha de lembranças aberta em um blog de histórias: leia as curtas, os esquetes, de uma só vez ou o começo, o meio e o fim

Do que eles têm medo?* – De uma só vez agosto 13, 2009

Filed under: De uma só vez — Denize Guedes @ 9:18 pm
Tags: , , , ,

Saí da terapia hoje com essa pergunta martelando na minha cabeça. Em que parte do caminho será que eles passam a ver placas de não siga?! Que momento será esse em que começam a enxergar vermelho no lugar de verde?! Qual é a fase em que o sistema operacional acusa que o programa executou uma operação ilegal?! Em miúdos, por que é tão complicado para eles ficar com quem se gosta?! Que homens e mulheres tenham modus operandis diferentes um do outro – principalmente quando o assunto é de fato a relação homem-mulher – eu compreendo. Mas, alto lá, cara pálida!

Duas pessoas se conhecem e se gostam. Descobrem afinidades e criam rotinas. Revezam ligações e trocam e-mails. Liberam feromônios e se enchem de endorfinas. Brigam e desbrigam. Juntam travesseiros, escovas de dente e dividem amigos. Rebrigam e redesbrigam. Sentem necessidade um do outro quando longe e sentem que o resto do mundo deixa de existir quando juntos. Mas eis que num (não necessariamente) belo dia, o sinal-vermelho-operação-ilegal-executada-placa-de-não-siga aparece. É, invariavelmente toda mulher enfrenta um tilt desses.

Minha terapeuta ouviu um caso hoje. Reagiu como quem reage a um “levantei, lavei o rosto, tomei café, fui trabalhar”. Foi como ter descoberto a profissão mais antiga do mundo e a ter descrito impressionada para um homem. Homens… deve mesmo vir impresso no código genético deles o pânico de compromisso. Ao longo dos tempos, casamento para eles continua sendo sinônimo de forca. Enquanto as mulheres ficam escrevendo seu nome e sobrenome ao lado do sobrenome deles (só para ver se fica bom, juro!), eles ficam jogando PlayStation e fazendo aquela cara (irresistível) de dissimulado do Garfield.

Em prol de uma relação, as mulheres têm de bolar estratégias para não assustá-los muito, traçar metas a longo prazo para deixá-los folgados, arrumar eufemismos digeríveis para “case-se comigo, seja meu príncipe”, inventar pretextos factíveis para “vamos visitar minha mãe”. Passa-se um tempão brincando de War – para não provocar nenhum tilt – até entrar na verdadeira brincadeira de se relacionar. Tenho de dizer que é cansativo. Que saco, podia ser mais simples. De lado toda a filosofia de botequim, não estamos todos aqui para sermos felizes?

 * Texto de 2004 ou 2005, resgatado da caixinha

 

2 Responses to “Do que eles têm medo?* – De uma só vez”

  1. amoreconsequencias Says:

    pois ééééééé!!!!
    Dê, incrível…de novo!
    Você captou TUDO.
    beijos, love
    Thá


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s